X-CENTRIC FUTURES :: Claire Fontaine

"O Método do Materialismo Mágico"
19 de fevereiro de 2022
17h00

Na primeira sessão de X-Centric Futures o colectivo artístico Claire Fontaine apresenta o seu Método de Materialismo Mágico, desenvolvido para reagrupar um conjunto de competências que foram desacreditadas por razões políticas.

É um materialismo que deriva do feminismo, e o seu principal objectivo é restaurar a subjectividade dessas criaturas que foram objectivadas pelo patriarcado - mulheres, pessoas não conformes com o género, pessoas de cor, crianças, e o mundo natural.
O método de Claire Fontaine valoriza o trabalho reprodutivo tanto quanto o produtivo, vê a reprodução como uma recriação da própria subjectividade e do espaço de relação colectiva, vê o corpo não como um mecanismo explorável mas como um local de potencial revolucionário e um campo de batalha.

O debate terá lugar nas Carpintarias através de uma grande projeção em direto com o coletivo.


BIOGRAPHY

> CLAIRE FONTAINE
Claire Fontaine é uma artista conceptual feminista colectiva fundada por James Thornhill e Fulvia Carnevale em 2004 em Paris. Desde 2017, ela vive e trabalha em Palermo. O seu nome é inspirado no icónico ready-made de Duchamp, o urinol intitulado Fontaine, e uma famosa marca de cadernos franceses (Clairefontaine); define um espaço onde as biografias dos artistas não estão directamente ligadas às suas obras de arte, permitindo que a sua pesquisa se torne um espaço de liberdade e desubjectivação.

O uso da apropriação e do sequestro na sua obra deriva da mesma intenção: não destacar a excelência da singularidade única da artista, mas activar as formas e as forças dentro da nossa cultura visual e sublinhar o seu conteúdo político.

Claire Fontaine utiliza o vídeo, a escultura, a pintura e a escrita. Em 2020 publicou uma antologia abrangente dos seus escritos pela editora Semiotext(e), intitulada "Human Strike and the Art of Creating Freedom" (Greve Humana e a Arte de Criar Liberdade).

Dos livros da artista contam-se "Some instructions for the sharing of private property" (Algumas instruções para a partilha de propriedade privada) pela One Star Press em 2011 e "Vivre, vaincre" (Vive, supera) pela Dilecta em 2009.
Duas monografias sobre a artista foram publicadas pela Koenig's Books: "Newsfloor" em 2020, com textos de Anita Chari e Jaleh Mansoor e Foreigners Everywhere em 2011, com textos de Letizia Ragaglia, Bernard Blistène, Nicolas Liucci-Goutnikov, John Kelsey e Hal Foster.

As exposições individuais recentes incluem "Siamo con voi nella notte", Museo del 900, Florença, 2020; "Your Money and Your Life", Galerias Municipais, Lisboa, 2019; "La Borsa e la vita", Palazzo Ducale, Génova, 2019; "Les printemps seront silencieux", Le Confort Moderne, Poitiers, 2019; "#displaced", Städtische Galerie Norhdorn, Nordhorn, 2019; "Fortezzuola", Museo Pietro Canonica, Villa Medici, Roma, 2016; "Tears", Jewish Museum, Nova York, 2013; "1493", Espacio 1414, San Juan, Porto Rico, 2013; "Sell Your Debt", Queen's Nails, São Francisco, 2013; "Redemptions", CCA Wattis, São Francisco, 2013; "Carelessness causes fire", Audian Gallery, Vancouver, 2012; "Breakfast starts at midnight", Index, The Swedish Contemporary Art Foundation, Estocolmo, 2012; "M-A-C-C-H-I-N-A-Z-IO-N-I", Museion, Bolzano, 2012; "P.I.G.S.", MUSAC, Castela e Leão, 2011; "Economies", Museum of Contemporary Art, Miami, 2010.